Site Meter

terça-feira, 25 de julho de 2017

Chantal Acda: Jason


A reorganizar a minha biblioteca musical. Está a ser tão bom reencontrar maravilhas como o fantástico disco de Chantal Acda: "Let your hands be my guide" (2013).

PS: Todo o disco é fabuloso, mas é obrigatório ouvir "Arms up high" que conta com a participação de Peter Broderick (há dúvidas que é dos músicas mais influentes da actualidade?).

John Denver: Annie's Song (X)


Acho que contei mal o número de vezes que já coloquei aqui esta canção, mas, independentemente disso, deve ser a música que mais partilhei. É tãooooooo fofinha :)

PS: Gosto mais com os óculos. Alias, antes de perderes os óculos era tudo melhor :)

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Leo Sayer: When i need you


Ia a partilhar esta música quando me apercebi que estava em rascunho desde 12 de Novembro de 2010. Numa altura em que Novembro tinha sempre letra grande.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Marika Hackman: Cigarette


Retirado de "I'm not your man" (2017). Um disco muito interessante.

Stefan Grossman: My Creole Belle


Queria ter partilhado a versão desta música de Stefan Grossman e John Renbourn, mas não está disponível. Fica-se muito bem com esta também ;)

domingo, 9 de julho de 2017

Sabrina: All of Me


O espaço "I Ate Sundaes", normalmente associado a Italo-Disco, que habitualmente surgia neste blog aos domingos volta a aparecer hoje por um motivo muito simples: foi a primeira música que assobiei esta manhã!

terça-feira, 4 de julho de 2017

Wooden Wand: Toth's Law (Album)


Excelente, este último disco de Wooden Wand: Toth's Law (2017)...

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Shakey Graves: Pay the Road


Voltei! E vem aí muito música boa :) Retirado de "Shakey Graves And The Horse He Rode In On" (2017). Um disco com algumas demos, mas com temas fabulosos, mesmo à Shakey Graves. Wow wow!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Kevin Morby: City Music


Tema que dá nome ao último disco de Morby, o fabuloso "City Music" (2017).

terça-feira, 13 de junho de 2017

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Lionel Hampton: Flying Home


Cool :)

Aldous Harding: Blend


Do fantástico segundo disco "Party" (2017). Há temas que eu gosto mais no disco, mas ainda não há vídeo.
PS: Confesso não ser grande fã do vídeo...

sexta-feira, 9 de junho de 2017

CSN: Wasted on the Way (II)


Acordei a cantar esta música. Já que teima em não sair, fica partilhada. Apesar de gostar muito da música, não sabia qual deles tinha composto a música. Depois de pensar uns segundos, fui verificar, acertei: Graham Nash.

Baxter Dury: Pleasure (III)


Que saudades!

PS: Talvez o melhor concerto que vi no Primavera. E ainda fiquei com o "Ferrero Rocher" que ele atirou :)

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Morton Feldman: For Bunita Marcus


Apesar de gostar muito de música minimalista, até pelo toque mais intimista que normalmente tem associada a si, não costumo apreciar quando a linha melódica se esconde. No entanto, há neste tema algo que me deixa interessado. Para além disso, é um excelente tema para acompanhar uma leitura ou um trabalho que necessite de alguma concentração...

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Alt-J (Δ): Last Year


Retirado do último disco "Relaxer" (2017).

Nusrat Fateh Ali Khan: Haq Ali Ali Haq Ali

[...] the trouble, is that music is essentially a poor system of communication, precisely because it has a rather weak and ill-defined vocabulary, although a very rich and powerful grammar and syntax". Charles Rosen

Trocaria "poor" por "diferent"...

domingo, 4 de junho de 2017

The Beatles: Julia


Uma versão menos trabalhada e mais rude desta maravilhosa canção...

Tom Waits: Ol' 55 (II)


Primeira música do primeiro disco de Waits, Closing Time (1973). Embora aqui Tom esteja no seu formato mais conhecido, na versão original ainda podemos encontrar uma voz fina e nada gutural.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

The War on Drugs: Holding On


Fresquinho, e sempre fantástico!

F. R. David: Words


Quem conhece este espaço sabe que esta música só encaixaria no espaço de Domingo ("I Ate Sundaes" ou "Italo-Disco"). Mas como estou numa de cortar todo o tipo de rotinas...

terça-feira, 30 de maio de 2017

Steve Reich: Four Organs


A ler o fantástico livro "Every Song Ever" de Ben Ratliff. O livro é um guia para novas formas de ouvir música numa altura em que há música por todos os lados. No capítulo sobre a repetição, está destacado este "Four Organs". Basta uns segundos para perceber o porquê deste destaque...

domingo, 28 de maio de 2017

Frank Sinatra: In the Wee Small Hours of the Morning (III)


O meu tema preferido de Sinatra. Parece que nos entra pelo quarto e fica numa zona escura a cantar. A melhor música para ouvir nas primeiras horas da madrugada...

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Aldous Harding: Horizon

Desde o seu primeiro disco, "Aldous Harding" (2014), que tem sido acompanhada com muita atenção neste espaço ("SHE'S GOING TO BE HUGE"). Embora longe de ser um dos meus temas preferidos dela, uma aparição no "With Jools Holland", só confirma aquilo que já se está farto de saber por aqui.

PS: Impossível não ver um pouco de Kate Bush :)

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Kevin Morby: Come To Me Now


Pelo que já ouvi, o próximo disco de Kevin Morby que sai no dia 16 de Junho - provavelmente o melhor dia para sair - é, mais uma vez, fabuloso...

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Aldous Harding: What If Birds Aren't Singing They're Screaming


Canção incluída no novo disco "Party" (2017), o segundo disco da Neozelandesa Aldous Harding. Ainda não ouvi o disco ao pormenor, mas parece-me muito bom, embora ainda não tenha encontrado nenhuma tema como o "Stop your Tears", do seu primeiro disco "Aldous Harding" (2014).
PS: Esta semana saiu tanta música boa. Stay tuned...

(Acrescentado: Já encontrei o "Stop your Tears" deste disco. Enquanto o grande tema, para mim, do primeiro disco é o tema de abertura, neste é o de fecho: "Swell does the skull", que, curiosamente, já tinha sido partilhado aqui em Julho de 2016)

sábado, 20 de maio de 2017

Love: Everybody's Gotta Live


Depois de andar um pouco perdido pelo youtube a ouvir "Love", sai-me este tema que não conhecia. Este tema é tão Arthur Lee! Fez-me repensar a minha estratégia de não ouvir a banda depois do 4º disco. Curioso como às vezes recusamos o que deveríamos gostar.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Bill Fay: The Never Ending Happening




Quando em 2012, Bill Fay lançou o seu fantástico "Life is People", esta música colou-se a mim de forma tão intensa que era difícil largá-la. Uma verdadeira adução musical. Não preciso de nada de especial para me lembrar deste tema, mas ao ouvir o disco de Jarvis e Chilly, acabei por procurar alguma versão nova deste tema. Só encontrei este trailer. Fico à espera de mais...

Blanche: City lights


Sim, sou um cromito :)

PS: A miúda só tem 17 anos!

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Vangelis: Memories of Green


Estava a ouvir o novo disco de Bonnie "Prince" Billy (Best Troubador), lembrei-me da cover que ele tem de "There are worse things I could do" da BSO do Grease, ouvi a original, um saxofone fez-me lembrar o "Love Theme" do Blade Runner e acabei neste "Memories of Green"...

terça-feira, 16 de maio de 2017

Low Roar: Nobody Loves Me Like You

Lithuanian Partisan, Joseph, attempts to return to the love of his life and faces a fatal ambush, leading to his assassination. Inevitable death forces him to make a solemn decision... This film is inspired by real events: The Lithuanian Partisans, also known as Forest Brothers, were partisans who waged a guerrilla warfare in Lithuania against the Soviet Union between the years of 1944 and 1953.

domingo, 14 de maio de 2017

Danny Elfman: Ice Dance (II)


Gosto tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, mas tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, mas tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto, tanto deste tema.

Nunca me vou esquecer da primeira, e única vez, que vi o filme completo "Edward Mãos de Tesoura" (já revi o filme muitas vezes, mas passo à frente a cena em que Kim /Winona fala da neve porque sei que o risco de estragar o meu rímel é elevado :) numa noite de Natal. Fiquei completamente apaixonado por esta banda sonora e, graças ao facto de estar na época Natalícia, pude ir logo na manhã do seguinte, porque ainda tinha dinheiro em mãos (obrigado Pai Natal), ir comprar o CD na já defunta Roma Megastore. A partir daí, tornei-me grande fã do fantástico Elfman e, posteriormente dos maravilhoso Oingo Boingo. Bandas sonoras como "Batman", "Black Beauty", "Nightmare before Christmas" passaram a ouvir-se em minha casa como se fossem um álbum do Michael Jackson, Iron Maiden ou Blondie. [Não recomendo verem o "Nightmare before Christmas" ao meu lado... Canto as músicas todas.]

Volto muitas vezes a este tema e desta vez fui presenteado por esta lindíssima versão que acabei de ouvir pela primeira vez, mas que garanto me acompanhará repetidamente no resto desta noite fazendo de marcardor das folhas que irei percorrer.

PS: Nenhum copy-paste foi utilizado nesta mensagem.

Snap: Rhythm is a Dancer


15 dias, 13 treinos. Vou deixar esta música como sugestão, bem melhor do que todas aquelas que lá se ouvem :)

sábado, 13 de maio de 2017

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Mikel Laboa: Gernika (IV)


Quando vi esta curta (pena que só está disponível o trailer), que por coincidência se tem cruzado comigo muitas vezes, a banda sonora deixou-me completamente colado à cadeira. Lembro-me de chegar a casa e não descansar enquanto não descobri de quem era esta canção tão dissonante, mas com um final tão apoteótico...

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Robert Knight: Everlasting Love


Ganhei a noite com este vídeo <3

PS: Preferia que não estivessem constantemente a dizer que ele é o original. Tirando isso, este vídeo é tão bonito...