Site Meter

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

John Denver: Annie's Song (VIII)

Sei a quem ele roubou os óculos...

Elvis Presley: Can't Help Falling In Love

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

sábado, 19 de dezembro de 2015

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Lubomyr Melnyk: Parasol

Mais um disco do Lubomyr, mais um momento histórico. Este é, provavelmente, o primeiro disco que Lubomyr edita depois do reconhecimento mais geral do seu trabalho. As críticas fantásticas começam a aparecem por todo o lado. Tive a sorte de conhecer Lubomyr naquele que foi um dos melhores dias da minha vida. Uns dias depois, até tive a sorte de tomar um café com ele. Lubomyr contou-me que a sua música nasceu da fome. O desconforto tem um imenso poder construtivo...
Já comparei a música de Lubomyr a um rio pela forma contínua como flui e pelo alcance da cada um dos seus temas mas, neste disco, Lubomyr transformou-se em vento. Embora sempre em continuo, a sua música consegue ocupar ainda mais espaço mas deixando ainda mais... espaço. Um "Big Bang" musical. Quando Lubomyr sopra, nem precisamos de ajustar as nossas velas para sermos levados pela sua música porque ele sopra por todo o lado: sopra alegre, sopra triste, sopra nostálgico; é uma brisa, é uma tempestade.
Um dos temas ganha uma dimensão hipnótica adicional com a incorporação de Taegum, uma flauta transversal de bamboo típica da música Coreana, no tema "The Amazon: The Highlands".
Este "Parasol" é o primeiro tema do disco e é uma excelente amostra não só do que podem encontrar no disco mas do que é a música do Lubomyr.
Costumo dizer que se, quando morrer, for para algum lado, gostava de fazer a viagem a ouvir a música de Lubomyr.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Percy Sledge: When a Man Loves a Woman

Mais um tema do excelente "When a Man Loves a Woman". Longe da melhor performance da música mas as falhas fazem parte...

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Keaton Henson: Elevator Song (II)

Já ouvi o novo do Keaton e está bom! Ainda não há muito material disponível, por isso voltei ao maravilhoso "Romantic Works"...

Keaton Henson: You (III)

Ainda não ganhei coragem para ouvir o novo disco de Keaton Henson. Ouvi o novo "single", parei, e voltei aos discos anteriores.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

António Variações: Olhei para Trás

Raramente coloco neste espaço as músicas que mais me tocam, embora às vezes aconteça. Lembro-me de algumas excepções como, por exemplo, o meu primeiro post (Song to the Siren).
Digo isso para contextualizar esta excepção. Tenho um fascínio pelo António Variações há muitos anos. Este fascínio tem vindo a aumentar ainda mais desde que, ultimamente, me comparam fisicamente com ele. Em verdade, como se diz nas escrituras, as pessoas comparam-me com uma ideia que têm dele porque, fisicamente, para além da barba não somos nada parecidos.
O António foi sempre julgado erradamente pela imagem que tinha. Ninguém diria, a olhar para ele, quem ele realmente era. Esta é uma das maiores maldades que se pode fazer a alguém. As coisas que mais detesto passam sempre por aí: o racismo, a homofobia, e a maior parte das discriminações nascem assim. É mais simples acreditar que a diferença é má do que tentar compreender ou dar o benefício da dúvida.
Nesta música ouve-se um António simples, pequenino, sem barba, sem cores. Um António que quer ir em frente, mesmo sem certezas.
Nas coisas importantes nunca há certezas, mesmo quando há...
Vamos lá em frente!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Scott Matthew: I Wanna Dance With Somebody

Por incrível que pareça queria voltar a colocar a "Annie's Song" (versão do disco "Unlearned"), mas como não a encontrei (ainda pensei em fazer upload dela mas não me quero meter nestas coisas), fica um dos temas mais engraçados deste disco de versões...

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

domingo, 29 de novembro de 2015

Diane Coffee: Everyday

Retirado do último disco do baterista dos Foxygen "Everybody's a Good Dog"...

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

John Denver: Annie's Song (VI)

A música para mim funciona como um memento onde colo memórias. Ao ouvir esta música, sei exactamente onde estava há 3 meses, num dos dias mais felizes da minha vida :)

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Percy Sledge: Put A Little Lovin' On Me

Percy Sledge é sem dúvidas um dos músicos mais associado a um único hit ("When a Man Loves a Woman"). No entanto, no disco que contém essa mesma música, e a qual lhe dá nome, podemos encontrar muitas outras pérolas como este maravilhoso "Put A Little Lovin' On Me"...

domingo, 22 de novembro de 2015

Barbara Lynn: You'll Lose a Good Thing

Este fantástico "You'll Lose a Good Thing" é um dos muitos grandes temas desta compositora esquerdina...

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Billy Joe Royal: I've Got to Be Somebody

Continuando a minha incursão por zonas dos anos 50 e 60 onde ainda não tinha andado, estou surpreendido com a quantidade de excelente música que não conhecia. Este tema é retirado do fantástico "Down in the Boondocks" e todo o disco faz lembrar os "Walker Brothers. Uma incrível surpresa...

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Sam Cooke: A Change is Gonna Come

Sam Cooke, depois de ouvir "Blowing in the Wind", decidiu que também tinha que fazer a sua música de protesto. Que fantástica decisão.
PS: A versão da Aretha Franklin também é maravilhosa....

sábado, 7 de novembro de 2015

Odetta: No More Auction Block

Esta é uma das muitas versões da canção de onde Dylan retira partes de "Blowin' in the Wind". A origem perde-se mas é frequentemente associada a um hino do movimento dos direitos civis dos negros Americanos composta por Charles Albert Tindley.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Albert Collins: All About My Girl

Finalmente a ouvir discografia em atraso. O blog vai ficar um pouco "oldies" nos próximos tempos...

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Kaleidoscope: Egyptian Gardens

Os Kaleidoscope são uma das minhas bandas escondidas preferidas. Recentemente, numa partilha musical, retirei-lhe um pouco de pó e desde aí não pararam de me tirar pó a mim. Este tema, o primeiro do primeiro disco é uma excelente amostra do lado psicadélico e "world" do que podem encontrar nos seus discos. Mais um grande disco de 1967...

domingo, 25 de outubro de 2015

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Oingo Boingo: Goodbye, Goodbye (II)

Um grande tema dos Oingo Boingo. O combate entre Elfman e as vozes de fundo a partir dos 1m e 30s é fantástico...

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Nils Frahm: Says (IV)

Um dos melhores temas do meu disco preferido de Nils Fhram: "Spaces"...

terça-feira, 20 de outubro de 2015

The Rolling Stones: She Smiled Sweetly

Um dos meus temas preferidos de um dos meus discos preferidos dos Stones: "Between the Buttons". Mais um fantástico disco de 1967...

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

John Denver: Annie's Song (IV)

Wham: Freedom

Um dos meus primeiros singles. Apesar de gostar da música do início ao fim, lembro-me de ficar sempre à espera do final, onde se ouve perfeitamente a guitarra... Yeah!

domingo, 4 de outubro de 2015

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Keaton Henson: Small Hands (IV)


Se é agradável ouvir uma das nossas músicas preferidas num filme, ver um filme praticamente só com um dos nosso músicos preferidos é ainda melhor...

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Chicago: If You Leave Me Now

“It's a most distressing affliction to have a sentimental heart and a skeptical mind.” - Naguib Mahfouz (نجيب محفوظ)

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

The Band: Tears of Rage

Tema para o dia internacional da raiva: primeiro tema do fantástico primeiro disco da banda "Music from Big Pink". Canção composta por Bob Dylan, que também aparece no "The Basement Tapes".

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Conor Oberst and Gillian Welch: Lua

Quase 1600 publicações depois, acho que me deixei influenciar, pela primeira vez, numa partilha. Retirado da compilação "Dark was the Night" (2009) lançada com o objectivo de angariar fundos para "Red Hot Organization". Esta fantástica canção, que originalmente fez parte do álbum "I'm Wide Awake, It's Morning" dos Bright Eyes é um dos meus temas preferidos e um dos mais fortes deste "Dark was the Night"...

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Aldous Harding: Stop Your Tears (II)

Este tema, que finalmente tem vídeo, é sem dúvidas o meu preferido do seu álbum de estreia. O disco integrou o "Onze do ano" de 2014...

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Ed Askew: Hitchhicking & Deep Water

Mais dois grandes temas retirados de um momento musical histórico. Ed Askew é tão bom que não devia ser partilhado...

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Leonard Cohen: One Of Us Cannot Be Wrong (III)

Um dos meus temas preferidos de sempre, retirado de um dos meus disco preferidos, o imprescindível "Songs of Leonard Cohen". Apetece-me carregar este tema comigo e levá-lo para casa. Toda a letra é fabulosa mas tenho que destacar a minha parte preferida:
I suppose that he froze when the wind took your clothes
and I guess he just never got warm.
But you stand there so nice, in your blizzard of ice,
oh please let me come into the storm.
I lit a thin green candle, to make you jealous of me. 
But the room just filled up with mosquitos, 
they heard that my body was free. 
Then I took the dust of a long sleepless night 
and I put it in your little shoe. 
And then I confess that I tortured the dress 
that you wore for the world to look through. 
I showed my heart to the doctor: he said I just have to quit. 
Then he wrote himself a prescription, 
and your name was mentioned in it! 
Then he locked himself in a library shelf 
with the details of our honeymoon, 
and I hear from the nurse that he's gotten much worse 
and his practice is all in a ruin. 

I heard of a saint who had loved you, 
so I studied all night in his school. 
He taught that the duty of lovers 
is to tarnish the golden rule. 
And just when I was sure that his teachings were pure 
he drowned himself in the pool. 
His body is gone but back here on the lawn 
his spirit continues to drool. 

An Eskimo showed me a movie 
he'd recently taken of you: 
the poor man could hardly stop shivering, 
his lips and his fingers were blue. 
I suppose that he froze when the wind took your clothes 
and I guess he just never got warm. 
But you stand there so nice, in your blizzard of ice, 
oh please let me come into the storm.

Radiohead: Exit Music (for a film) (II)

Wake.. from your sleep
The drying of your tears
Today we escape, we escape

Pack.. and get dressed
Before your father hears us
Before all hell breaks loose

Breathe, keep breathing
Don't lose your nerve
Breathe, keep breathing
I can't do this alone

Sing.. us a song
A song to keep us warm
There's such a chill, such a chill

You can laugh
A spineless laugh
We hope your rules and wisdom choke you
Now we are one in everlasting peace

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Ane Brun: Signing Off

Retirado do último disco de Ane Brun: "When I'm Free"...

Little Wings: Light Brang

Mais um excelente tema dos "Little Wings". Já estava na lista de temas à espera de "vídeo" há algum tempo...

Vikesh Kapoor: I Dreamt Blues

Mais um tema do disco "The Ballad of Willy Robbins"...

domingo, 6 de setembro de 2015

Josh T. Pearson: Sweetheart I Ain't Your Christ (III)

I ain't your Saviour or your Christ,
or your goddamn sacrifice
And when I said I'd give my life,
I weren't talking suicide
And I'm so tired of tryin' to make it right
for a girl who just won't come to the light
night after night after night after Christ haunted night
And how you bring your gifts to me,
tied up and bound in their bows of pink,
and gently place them at my feet
like I'm some dying Christmas tree
And fall down to your sexy knees,
gently fold your hands and plead
for me to suck out some disease I can't even begin
to see
You don't need a lover or a friend
You need a God and not a mortal man
Woman you need born again, again
You need a Saviour and i just am not him.
Sweetheart, I ain't your Christ 

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Baxter Dury: Pleasure (II)

Um dos temas mais tocados da minha playlist...

One of the most played songs from my playlist...

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Gem Club: Braid (II)

Vídeo "fresquinho" de um dos melhores temas de "In Roses", um dos preferidos de 2014...

New video from one the best songs from "In Roses", one of my favourite from 2014...

terça-feira, 21 de julho de 2015

Gavin Clark & Ted Barnes: Raise a Vein (II)

Um tema muito recorrente no meu leitor. Retirado da banda sonora do "Somers Town"...

A very recurring song in my music player. Taken from the soundtrack of "Somers Town"...

sábado, 11 de julho de 2015

Lubomyr Melnyk: The Six Day Moment (III) + Interview

Eu sou um exagerado. Eu sou emotivo. Eu sou um exagerado emotivo. Se as pessoas exageram quando falam de um músico de quem gostam, imaginem um exagerado emotivo a falar daquele que considera a maior presença musical, sei lá, de sempre? Já estão a perceber para onde é que isto corre o risco de ir?
Não queria usar frases habituais em conversas sobre música como "Ele é especial", "Grande génio" ou outras descrições mais divinas porque provavelmente seriam utilizadas como vogais numa aula da primeira classe. Também não queria focar-me no facto de ele ser o pianista mais rápido do planeta: 19,5 notas por segundo em cada mão e o maior número de notas (93650) numa hora; embora o seu virtuosismo seja importante para criar as suas texturas musicais.
Lubomyr Melnyk é um rio. Um rio constituído por todas as gotículas de água que o alimentaram, acrescentado de todas as que ainda o vão alimentar. Desde aquela gota que cai na folha mais alta da árvore mais distante do rio até aquela que já está a entrar no mar. Umas deslizam devagar, outras deslocam-se rapidamente; rápidas mas nunca apressadas. Nalguns momentos formam uma corrente límpida e transparente, noutras um turbilhão que arrasta tudo o que se atravessa no seu caminho.
Principalmente quem está a ouvir o seu piano...
Descrever a música de Lubomyr Melnyk é uma tarefa praticamente impossível, mas a forma como toca piano também o é, o que não impediu que alguns de nós, tenhamos assistido a dois concertos quase impossíveis. Um no passado sábado na Catedral de Viseu, no âmbito dos JARDINS EFÉMEROS e outro, ontem, no Passos Manuel. Um deles será, com certeza, o melhor concerto a que já assisti. Ou outro o segundo...
Ah, quase me esquecia de dizer que Lubomyr Melnyk é o maior génio musical de sempre!

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Tim Buckley: Once I Was (III)

Uma das minhas preferidas da minha voz preferida...

One of my favorite songs from my favorite singer...

terça-feira, 7 de julho de 2015

sábado, 4 de julho de 2015

Lubomyr Melnyk: The Six Day Moment

Sou um felizardo... Por ir vê-lo hoje à noite, na próxima quinta e por ter conversado um pouco com ele ontem...
O "Corollaries" é sem dúvida um dos melhores discos de sempre... Obrigatório!

I such a lucky guy... I'll see him tonight, next Thursday and I talked a bit with him yesterday...
"Corollaries" is undoubtedly one of the best records ever... A must-have!

terça-feira, 30 de junho de 2015

Davy Graham: Angi

Um clássico muitas vezes replicado por um dos grandes nomes da guitarra folk...

A great classic by one of the greatest folk guitar hero many times replicated...

sábado, 27 de junho de 2015

Grand Salvo: With the photograph lying between them, she tells him her story and they talk for a long time

Retirado do fantástico "Slay me in my sleep"...

From the fantastic "Slay me in my sleep"...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Keaton Henson: Small Hands (III)

Um dos meus temas preferidos de Keaton Henson... O vídeo original da música que também pode encontrar seguindo a etiqueta é fenomenal...

One of my favourite songs from Keaton Henson... The original video of the song which you can find through the tag is also amazing...

Keaton Henson: If I'm to Die

quinta-feira, 25 de junho de 2015

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Stranded Horse: Sharpened Suede

Sempre que volto a Stranded Horse, pergunto-me sempre, como posso ter estado tanto tempo sem ouvir...

Whenever I return to Stranded Horse, I always wonder how can I have been so long without hearing those songs...

domingo, 21 de junho de 2015

Sleep Dealer: Away

Retirado de "Imminence", Sleep Dealer é uma banda de um único músico Russo bem ao estilo post-rock...

From record "Imminence", Sleep dealer is a post-rock Russian one-man-band...

sábado, 20 de junho de 2015

Leon Bridges: River

Mais um tema do fantástico "Coming Home"...

Another fantastic song from "Coming Home"...

quarta-feira, 17 de junho de 2015

quinta-feira, 11 de junho de 2015